30 junho 2012

15 março 2011

"CAFÉ COM PALAVRAS" - 4ª. Sessão

Convidado: Prof. Daniel Sampaio


Tema: - "Educação Sexual em Meio Escolar" 

Data: - 16 DE MARÇO DE 2011, ÀS 18H30

Local: - ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ GOMES FERREIRA

Morada: - RUA JOSÉ SEBASTIÃO E SILVA, EM BENFICA

Vai a Associação de Pais da Escola Secundária José Gomes Ferreira em parceria com a Escola Secundária José Gomes Ferreira e a FAPLX-Federação das Associações de Pais e Encarregados de Educação do Concelho de Lisboa, levar a efeito a 4ª. Sessão do Ciclo de Palestras “Café com Palavras”, apelando desde já à participação de todos.

É convidado o Sr. Prof. Daniel Sampaio, que nos irá falar sobre o tema “Educação Sexual em Espaço Escolar”.

12 fevereiro 2011

3ª. Sessão do Ciclo de Palestras “Café com Palavras”,


OS NOSSOS FILHOS E A NET: COMO GERIR OS PERIGOS?
A FAPLX-Federação das Associações de Pais e Encarregados de Educação do Concelho de Lisboa, a Associação de Pais da Escola Secundária José Gomes Ferreira e a Escola Secundária José Gomes Ferreira tem o prazer de convidar V. Exa. para participar na 3ª. Sessão do Ciclo de Palestras “Café com Palavras”, a ter lugar no dia 17 de Fevereiro, pelas 18,30 horas, na Escola Secundária José Gomes Ferreira, em Lisboa, em que a Exma. Sra. Engª. Graça Carvalho nos irá falar sobre o tema "OS NOSSOS FILHOS E A NET: COMO GERIR OS PERIGOS?”.

09 janeiro 2011

"Café com Palavras" - Segunda Palestra


Convidado: Prof. Nuno Crato

Tema: - COMO AJUDAR UM JOVEM A APREENDER
Data: - 27 DE JANEIRO DE 2011, ÀS 18H00
Local: - ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ GOMES FERREIRA,
Morada: - RUA JOSÉ SEBASTIÃO E SILVA, EM BENFICA

Porque é a Escola o local próprio para abordar este tema, é lá que esperamos por todos - Pais e Encarregados de Educação, Professores, Técnicos de Educação, Autarcas, Elementos da Comunidade ou meros cidadãos que diariamente são exemplos, com o seu trabalho e comportamento, para os jovens/alunos das Escolas da cidade de Lisboa - para ouvir e conversar com o nosso convidado.

"Café com Palavras" - Primeira Palestra


Convidado: FREI FERNANDO VENTURA
Realizou-se no passado dia 18 de Novembro,a primeira palestra do Ciclo "Café com Palavras", que a FAPLX está a organizar em colaboração com a Associação de Pais da Escola Secundária José Gomes Ferreira, em Benfica.
O Frei Fernando Ventura, amavelmente aceitou a difícil tarefa de ser o primeiro convidado.
Trouxe-nos a sua visão do Portugal de hoje, sempre com um espírito livre, independente de poderes e centrado nas pessoas, fez referências a vários temas, passando pela politica, pela educação, pela cultura, dando um importante relevo ao exercício da cidadania que cada um nós deve exercer enquanto elementos de uma comunidade, que é Portugal.
Acima tudo, levou todos aqueles que estiveram na Escola Secundária José Gomes Ferreira, na noite do dia 18 de Novembro, a um momento de reflexão.

CICLO DE PALESTRAS - "Café com Palavras"


De acordo com o seu plano de actividades para o presente Ano Escolar, está a FAPLX a organizar um Ciclo de Palestras sobre temas relacionados com a Escola e a Educação, a que chamou “Café com Palavras”.
O Ciclo de Palestras desenvolve-se em estreita parceria com as Associações de Pais das Escolas da cidade de Lisboa e as Direcções dos Agrupamentos/Escolas, bem como em colaboração com as Juntas de Freguesia, quando tal for solicitado.
Este Ciclo de palestras pretende-se aberto a toda a comunidade escolar do Concelho de Lisboa e como tal foi objecto de divulgação junto das Associações de Pais.
As Palestras decorrem ao final do dia, em horários acordados entre os promotores e os oradores convidados, às 18h00 ou 21h00, tendo a duração de aprimadamente 1h30.

25 agosto 2010

O NOVO ESTATUTO DO ALUNO

O que muda com o Novo Estatuto do Aluno
O Presidente da República já promulgou o Estatuto do Aluno, que acaba com as provas de recuperação e volta a distinguir faltas justificadas e injustificadas. Saiba tudo o que implica este diploma...
A nova versão do Estatuto do Aluno foi aprovada no Parlamento em votação final global a 22 de julho, com os votos favoráveis de PS e CDS-PP e contra do PSD, PCP, Bloco de Esquerda e Os Verdes.
Segundo as associações de diretores contactadas pela Lusa anteriormente, deverão ser ainda necessários "um a dois meses" para adaptar os regulamentos internos ao novo Estatuto do Aluno.
Ou seja, o ano letivo, que começa entre 08 e 13 de setembro no ensino pré-escolar, básico e secundário, irá arrancar ainda sem os regulamentos internos adaptados ao novo Estatuto do Aluno.
O que muda
O novo diploma acaba com as provas de recuperação, realizadas pelos alunos com excesso de faltas, independentemente da sua natureza, um mecanismo introduzido pelo anterior Governo com o apoio da então maioria socialista. É recuperada a distinção entre faltas justificadas e injustificadas e são reduzidos os prazos dos procedimentos disciplinares, alterações propostas por todos os partidos, incluindo os que vão votar contra, e pelo próprio Governo, que também tinha apresentado propostas nesse sentido.
O Estatuto do Aluno determina ainda que o "incumprimento reiterado" do dever de assiduidade determina "a retenção" do aluno.
No 1º ciclo do ensino básico, o aluno não poderá dar mais de dez faltas injustificadas e nos restantes ciclos as ausências não podem exceder o dobro do número de tempos letivos semanais, por disciplina.
Quando atingido metade destes limites, os pais são convocados à escola para serem alertados para as consequências da violação do limite de faltas e para se procurar uma solução. Caso tal não seja possível, a escola informa a comissão de proteção de crianças e jovens. Com a ultrapassagem dos limites de faltas, é determinado ao aluno um plano individual de trabalho a realizar em período suplementar ao horário letivo. Este plano "apenas poderá ocorrer uma única vez no decurso de cada ano letivo".
Medidas corretivas
Entre as medidas corretivas, constam a advertência, a determinação de tarefas de integração escolar, o condicionamento de acesso a determinados espaços, sendo as três últimas da competência do diretor. Poderá ocorrer ainda a expulsão da sala de aula, tendo o docente a possibilidade de marcar falta.
Das medidas disciplinares sancionatórias constam a repreensão registada, a suspensão por um dia, a suspensão até dez dias e a transferência de escola, sendo esta última determinada pelo diretor regional de educação.
O diretor da escola pode ainda decidir "sobre a reparação dos danos provocados pelo aluno no património escolar".
Pais e estudantes devem ainda, no momento da matrícula, conhecer o regulamento interno da escola e subscrever uma declação anual de aceitação, bem como de "compromisso ativo" quando ao seu cumprimento.Os pais e encarregados de educação são responsáveis pelos deveres de assiduidade e disciplina dos seus filhos e educandos", lê-se na nova redação do artigo 6, número 3. Os regulamentos internos das escolas podem prever prémios de mérito destinados a distinguir os alunos.
------------------
FONTE: "Lusa" - Esta notícia foi escrita nos termos do Acordo Ortográfico. Quarta feira, 25 de Ago de 2010

24 abril 2010

25 de ABRIL

O NOSSO OBRIGADO AOS CAPITÃES DE ABRIL

14 abril 2010

ACTIVIDADES DAS NOSSAS ASSOCIADAS



Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Delfim Santos

A Associação de Pais e Encarregados de Educação de Escola Delfim Santos, em colaboração com a Fundação Renascer e o apoio da Direcção do Agrupamento de Escolas Delfim Santos, leva a efeito a segunda de uma série de palestras sobre temas actuais relacionados com a educação.
A Fundação Renascer é uma instituição que actua nas áreas da Saúde e da Educação, através do apoio especializado a crianças, adolescentes e suas famílias na procura de soluções que permitam ao indivíduo o desenvolvimento pleno das suas competências.
(http://www.fundacaorenascer.pt/)

TEMA: “BULLYING”

ORADOR: Dr. Paulo Terrinca

DATA: Dia 20 de Abril de 2010
18:45 HORAS
LOCAL: Refeitório da Escola Delfim Santos

“Desde sempre que ouvimos e respeitamos o mesmo conselho sobre como lidar com agressores na nossa infância e adolescência – e, ainda assim, o problema continua a piorar.
”Ignora-os que eles desistem”; “Diz ao professor que eles param”;
”Isso faz parte do crescimento”; “Aprende a lutar e acabas com isso”.
São estes lugares comuns que todos já ouvimos e provavelmente até repetimos. Mas que problemas alguma vez foram resolvidos por os termos ignorado?
O “bullying” é um fenómeno que existe desde o aparecimento das escolas e que apenas se adaptou ao passar dos tempos. Nesta problemática não há espectadores inocentes. Agressores, vitimas, pais professores, são todos partes integrantes do problema…e da solução.”
Dr. Paulo Terrinca
Licenciado em Educação Especial e Reabilitação pela Faculdade de Motricidade Humana.
Colaborou com o Plano de Eliminação do Trabalho Infantil (PEETI).
Colaborou com o Plano Especial de Realojamento (PER).
Técnico de Psicomotricidade e Apoio Psicopedagógico na Fundação Renascer.

Contamos com a presença de todos. PARTICIPE!

14 março 2010

QUANDO DEVEM IR OS PAIS À ESCOLA?

video

Fonte: - educare.pt